Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amiga de Salto Alto

Amiga de Salto Alto

Sigam-me

29
Jun13

Manual da Felicidade

Há algum tempo atrás vi no blog Depois dos 15 um post sobre a felicidade, perspectivas de futuro e outras, achei o post tão interessante que decidi fazer hoje uma versão minha aqui no blog.

Conhece o mundo, não necessariamente numa viagem. Reserva um tempinho para pensar e ver o mundo de uma perspectiva diferente. Aqueles pequenos problemas que fazem as coisas parecerem terríveis, podem ser apenas a nossa consciência a exigir um pouquinho mais de nós. Procura um novo referencial para o teu próximo sorriso, na vida é tudo tão relativo que um olhar diferente faz tudo mudar de sentido.

Não guardes rancor! Nada na vida acontece por acaso e tu só precisas de aprender a tirar boas conclusões, até mesmo das piores experiências. Não deixes aqueles sentimentos negativos acumularem-se dentro da ti, eles contaminam todo o resto, paramos de prestar atenção e ver a parte colorida da vida quando passamos o tempo todo a tentar resolver os antigos problemas. Exigir que o mundo seja exactamente como planeávamos é egoísmo e excesso de orgulho, isso só vai servir para te tornares uma pessoa mais solitária e isolada de todas as coisas boas que a vida nos traz.

Se amável, simpático e protector, até mesmo para com aquelas pessoas que não podem fazer nada por ti ou simplesmente não o querem fazer.  Cada pessoa que conhecemos durante a vida marca-nos de uma forma diferente, mesmo aquelas que não estão assim tão próximas  de nós, por isso tenta sempre mostrar aquilo que podes fazer por elas, até porque nunca sabemos se um dia iremos ser nós a precisar de ajuda.

Não sejas tão crítica, contigo ou com os outros em teu redor. A opinião sobre a maneira como ele leva a vida é pouco ou nada interessante para as pessoas que convivem contigo. Somos todos seres humanos e sentimentos como a inveja ou o ódio fazem parte de nós, por isso não devem ser julgados, no final das contas o que nos diferencia é a maneira como lidamos com cada um deles.

Não vivas tentando ser melhor do que ninguém. Quando todas as nossas escolhas se tornam consequências dessas competições mentais, conquistar sonhos, que podem não ser os teus, torna-se uma obrigação. Não penses que a tua vida não é tão interessante quanto a de certas pessoas. A nossa geração vive uma superexposição na internet e isso faz com que tenhamos uma certa tendência a frustração e ao sentimento de inferioridade, quer seja pelo Facebook mais interessante e movimentado da "amiga" ou Twitter, mas isso não quer dizer absolutamente nada. As pessoas mais simpáticas e prestativas que conheço não dão a mínima para tudo isso.

Não sejas aquela pessoa que desmarca sempre tudo. A vida está, mais do que nunca, muito preenchida, mas reserva um tempinho para conversar com as pessoas que tornam a tua vida mais feliz. Poucas coisas são tão divertidas como uma tarde entre amigos...

Uma rotina física e mental é meio caminho para o bem-estar contigo mesma e com os outros. Pequenos rituais como beber bastante água, tirar a maquilhagem antes de deitar, dormir o número de horas necessárias, uma caminhada, ou praticar alguma actividade física (nem que seja em casa) são pequenas dicas para encontrar o equilíbrio.

6 comentários

Comentar post

Sigam-me